Compartilhe

SPFW ÚLTIMO DIA – RONALDO FRAGA

Desta vez também, Ronaldo Fraga nos emociona. Seu lindo desfile, que encerra esta edição do SPFW, nos faz segurar a respiração enquanto peças passam em branco e preto, românticas, nostalgicamente art-déco, com uma melancolia retrô anos 30, que trazem elementos marinheiros da música e das clássicas fantasias de velhos carnavais. Tudo ao som de Noel Rosa (se não soubesse que Noel hoje mora nos céus, juraria que quem cantava na nossa frente era ele) e a Velha Guarda da Vila Isabel.

Como escreve Ronaldo no lindo programa que lembra um velho álbum de fotografias quase kitch: “Com Noel, o samba desceu à cidade e a “soçaite” subiu o morro. Um cronista do Brasil… Noel cerziu tão bem as diferentes faces do Rio de Janeiro, com o ponto de bordado musical da cultura carioca.” Sugere ouvir Noel na voz de Chico, Bethania, Antunes, Gilberto entre outros e cita o compositor:

“Luto preto é vaidade de quem se veste a rigor, o meu luto é a saudade e a saudade não tem cor.”

No final, os confetes do chão voam em uma chuva de felicidade entre modelos, criador e público.

Foto 1 – O cantor solitário entra na passarela e canta só.
Foto 2 – A cortina levanta-se e aparece a fantástica Velha Guarda da Vila Isabel!
Foto 3 – O desfile começa sob serenata de Noel…
Foto 11 – O chapéu duplo maravilhosamente chic!
Foto 18 – E encerra-se o desfile.
Foto 19 -…ou não! Pois voltam as modelos e a festa, na verdade, começa!
Foto 21 – Chuva de felicidade entre modelos, criador e público!
Foto 24 – E quem sabia que Ronaldo é um sambista excepcional?
Foto 25 – Costanza também entra no clima!

Consuelo Pascolato Blocker
Postado em: 22/06/2011

Veja também