Compartilhe

MODA E SURREALISMO

Passei o fim de semana no Rio de Janeiro na casa de um amigo fotógrafo que tem uma senhora biblioteca em casa. Só de livros sobre moda acredito que ele tenha mais de 300 títulos. Um mais interessante do que outro. Fiquei maluca! Queria ler tudo!

Mas entre ficar o dia todo lendo, eu também tinha compromissos e acabei escolhendo apenas um livro pra ler, do início ao fim. O título me deixou muito interessada: ‘Fashion and Surrealism’, de Richard Martin, Editora Rizzoli. Tipo de livro difícil de achar, que não tem tradução ou edição em português e que me encantou pelo link que faz entre arte e moda. Coisa de sebo raro! Por isso decidi compartilhar um pouquinho dele com vocês! Fiz umas fotinhos de iPod para poder mostrar pelo menos algumas páginas afinal não são imagens fáceis de pegar na internet.

A moda vive flertando com os movimentos artísticos (até porque não deixa de ser uma arte também, concorda?) e seu caso de amor com o Surrealismo de Andre Breton e Salvador Dali é antigo e profundo. Se você não se lembra mais das aulas de histórias da arte te recordo que no ano de 1924 houve o lançamento da revista ‘La Revolución Surrealiste’ e nela Man Ray publicou seus ensaios de moda como trabalho artístico. Poucos anos depois a mente brilhante da moda francesa Elsa Schiaparelli abriu sua maison em Paris e lançou os famosos suéteres trompe-l’oeil e já em 1936 Dali passou a desenhar vestidos e acessórios para Schiaparelli. Imagina?!!

Desde a impressão dos lábios num dos documentos fundamentais para o Surrealismo, o Segundo Manifesto, demonstra o interesse do movimento artístico pela mulher, pela beleza, pelas formas do corpo, pela surrealidade da ‘boca’ e quando nos deparamos com a capa dessa declaração toda cheia de marquinhas de baton…fica inegável. que Dali tem séries imensas de desenhos e até de objetos com o formato de uma boca, o sofá é o mais conhecido.

Você sabia que Salvador Dali chegou a fazer vitrines para uma loja norte-americana de departamento? E que Duchamp e ele também criaram muitos figurinos e costuraram roupas mesmo para vestir manequins como seus trabalhos em exposições de arte importantes? Incrível né?

Separei mais duas outras imagens que gostei bastante, a primeira é a de um vestido desenhado por Marc Jacobs com ‘mãoszinhas’ na cintura para mostrar a permanência das ideias surreais na moda, e a outra é de uma modelo que usa no cabelo uma casquete em formato de corpete, subvertendo a funcionalidade da peça, além de inusitado e questionador do aperto do espartilho, ficou esteticamente lindo!

Se gostou do tema pesquise por aí porque é encantador! E se tiver sorte encontre esse livro em algum sebo e passe horas e mais horas enlouquecendo no surrealismo e na moda.

Liliane Ferrari
Postado em: 21/03/2011

Veja também