Compartilhe

FALANDO DE AMOR

O Dia dos Namorados lembrou-me do primeiro aniversário da vovó Dona Gabriella que passamos sem ela. Em homenagem, quero falar da sensação deliciosa que é o amor. Un bacione Nonnina…

Independentemente de quão comercializado tenha se tornado o dia, o significado original ainda existe. Podem ser flores ou chocolates, jóias, uma carta, um beijo, um abraço ou um sorriso…e tudo isto pode ser todos os dias!

Em um filme maravilhoso de Giuseppe Tornatore, Nuovo Cinema Paradiso (1988), a vida de um pequeno vilarejo italiano gira em torno do cinema. O amor de um menino, Totó, pela sétima arte, gera uma linda amizade com o projecionista, Alfredo. Naquela época, todos os filmes eram censurados pelo padre da paróquia que cortava qualquer cena romântica. Nos últimos momentos do filme, Totó, já grande e diretor bem sucedido, volta à cidade para o funeral de Alfredo, que deixa um rolo de filme para o amigo. E é naquele mesmo cinema que se passa um dos momentos mais encantadores que conheço no cinema. Não precisa nem de explicação e nem de tradução, tal qual o amor.

 

 

Consuelo Pascolato Blocker
Postado em: 13/06/2011

Veja também